Jornal de Juatuba, Mateus Leme e Região

Sexta-feira, 24 de Maio de 2024
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui

Mundo

No sétimo dia da guerra: Israel manda pessoas do norte de Gaza migrarem para o sul

Conflito entre Israel e Hamas

Patricia Santos
Por Patricia Santos
/ 34 acessos
No sétimo dia da guerra: Israel manda pessoas do norte de Gaza migrarem para o sul
MAHMUD HAMS / AFP
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

A guerra em Israel chega ao sétimo dia, a partir do ataque do grupo extremista Hamas no último sábado (7). O governo israelense comunicou a ONU sobre a ordem dada para os palestinos migrarem do norte para o sul da Cidade de Gaza. Mais de 1 milhão de pessoas vivem no norte tornando "impossível tal movimento" segundo o porta-voz das Nações Unidas. Em novos ataques, aviões militares de Israel bombardearam um campo de refugiados em Gaza.

Conflito entre Israel e Hamas

O conflito entre Israel e Hamas já dura sete dias e, segundo as informações oficiais divulgadas por autoridades dos dois lados, já deixou pelo menos 2.600 mortos.

Publicidade

Leia Também:

O Ministério da Saúde da Palestina fala em 1.300 mortos em Gaza, enquanto Israel cita mais de 1.300 mortos.

Na última terça (10), Israel afirmou ter encontrado 1.500 corpos de membros do Hamas, mas não deu detalhes. Os cadáveres, segundo o governo israelense, estavam no sul do país.

A ONU afirma que os bombardeios israelenses danificaram 12.600 prédios e forçaram mais de 260 mil palestinos a deixarem suas casas. Brasileiros no país relatam que a situação é cada vez mais dramática.

O que aconteceu

As FDI (Forças de Defesa de Israel) notificaram a ONU (Organização das Nações Unidas) que toda a população palestina ao norte da Faixa de Gaza deveria se mudar para o sul dentro de 24 horas, sugerindo uma provável invasão terrestre da região. Cerca de 1,1 milhão de pessoas moram na área indicada.

 As Nações Unidas consideram impossível que tal movimento ocorra sem consequências humanitárias devastadoras. A ONU apela veementemente para que qualquer ordem deste tipo, se confirmada, seja rescindida, evitando o que poderia transformar o que já é uma tragédia numa situação calamitosa

Stéphane Dujarric, porta-voz da ONU

Dujarric afirmou que a ordem israelense se aplica a todos os funcionários das Nações Unidas e às pessoas abrigadas em instalações da organização, incluindo escolas, centros de saúde e clínicas.

O porta-voz disse que o aviso foi entregue aos líderes das equipes do Escritório de Coordenação de Assuntos Humanitários da ONU e do Departamento de Segurança e Proteção.

FONTE/CRÉDITOS: Uol
Comentários:
Patricia Santos

Publicado por:

Patricia Santos

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s, when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book

Saiba Mais
Nosso Instagram
Nosso Instagram

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )