Jornal de Juatuba, Mateus Leme e Região

Sexta-feira, 24 de Maio de 2024
Nosso Instagram
Nosso Instagram

Minas Gerais

Governo de Minas entrega Medalha da Inconfidência 2024

Tradicional cerimônia em Ouro Preto destacou a contribuição histórica do ex-presidente Fernando Henrique para a economia do país e prestou homenagem ao sargento Dias, policial que perdeu a vida cumprindo o dever

Patricia Santos
Por Patricia Santos
/ 11 acessos
Governo de Minas entrega Medalha da Inconfidência 2024
Cristiano Machado / Imprensa MG
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Governo de Minas finalizou neste domingo (21/4), em Ouro Preto, a Semana da Inconfidência Mineira, com a cerimônia de entrega da Medalha da Inconfidência, honraria concedida pelo Estado a personalidades e instituições que contribuíram para o desenvolvimento de Minas Gerais e do país. 

Os eventos contaram com as presenças do governador Romeu Zema, do vice-governador Professor Mateus, e de outras autoridades.

A solenidade foi realizada em dois momentos distintos. Primeiro, a honra militar, com a presença dos Dragões da Inconfidência, o hasteamento da bandeira, a colocação de flores no monumento ao Agência mártir da Inconfidência Mineira e a salva de 21 tiros, realizada na Praça Tiradentes, no coração da cidade histórica. 

Publicidade

Leia Também:

Na sequência, ocorreu o ato de entrega da Medalha da Inconfidência no Centro de Artes e Convenções da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop). 

Em 2024, foram 171 agraciados que contribuíram para o desenvolvimento de Minas Gerais e do Brasil, em quatro designações: Grande Medalha (40), Medalha de Honra (58), Medalha da Inconfidência (72) e Grande Colar (um), honraria concedida a chefes de Estado, chefes de governo e chefes dos demais Poderes da União.

“É com imensa honra que nos reunimos hoje para celebrar a memória do mártir Tiradentes e conceder a Medalha da Inconfidência, que reconhece aqueles que, como os inconfidentes mineiros, lutam pela liberdade, pela justiça e pela prosperidade dos mineiros e brasileiros", destacou o governador Romeu Zema (clique aqui para ler o discurso completo)..

Em outro trecho, o governador reafirmou ideais caros à Minas Gerais e aos mineiros. "Em um caminho de desenvolvimento, a estabilidade e a liberdade devem andar juntas. Por isso, nós mineiros prezamos pela cordialidade, mesmo em momentos de conflito, pois sabemos que onde há equilíbrio, há maior segurança, previsibilidade e crescimento”, acrescentou.

O vice-governador ressaltou a importância da Semana da Inconfidência que, pela primeira vez, reuniu comemorações em outras cidades. 

“Tivemos a oportunidade de contemplar a cidade de Ritápolis, local em que Tiradentes passou a infância e, depois, Tiradentes, onde a conjuração começou. E terminamos em Ouro Preto, onde efetivamente a condenação do alferes ocorreu. É importante reconhecermos que Minas Gerais como um todo participou desse movimento que significa muito para o Brasil. Isso mostra o tamanho e a importância da Inconfidência Mineira no movimento pela liberdade realizado em Minas Gerais há quase 250 anos”, disse. 

 

Grande Colar

O agraciado com o Grande Colar em 2024 é o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC), sociólogo e autor de vários livros sobre mudança social e os condicionantes políticos do desenvolvimento do Brasil e da América Latina. 

“Há 30 anos, ainda como Ministro da Fazenda, FHC foi o idealizador do Plano Real. Para as gerações mais jovens, pode parecer natural o Brasil ter uma mesma moeda sólida por três décadas, mas essa não era a realidade até aquele momento. A hiperinflação e a desvalorização cambial eram fantasmas da vida real que atormentavam os brasileiros”, salientou o governador.

Eleito presidente da República por dois mandatos consecutivos, FHC ocupou o cargo de 1995 a 2002. Seu governo foi um período marcado pela consolidação da estabilidade econômica, por reformas na economia, na Previdência Social e na administração pública, bem como pela democratização do acesso às políticas sociais. 

“Já como presidente, Fernando Henrique trouxe avanços com reformas estruturantes que fundamentaram nossa estabilidade e propiciaram o desenvolvimento do Brasil não só durante os oito anos de seu governo, mas por décadas após sua gestão. Me inspiro em Fernando Henrique para que o legado do meu governo não seja algo pontual, mas sim uma mudança de paradigma em Minas Gerais”, pontuou Zema.

Homenagem especial

O Governo de Minas também prestou homenagem ao sargento Dias, policial militar que perdeu a vida em cumprimento do dever, vítima de condenado da Justiça em benefício de saidinha temporária. A viúva do sargento recebeu a medalha. 

“Sua morte não será esquecida, pois assim como a memória de Tiradentes nos inspirou a buscar um país mais justo, tenho a certeza de que a lembrança eterna de sargento Dias nos inspirará a ter um país onde as leis protejam os cidadãos, sejam respeitadas e aplicadas com rigor. Mais uma vez, deixo meu reconhecimento e solidariedade à família do sargento Dias”, condecorou o governador.

Tradição

A honraria foi criada em 1952 pelo governador Juscelino Kubitscheck e­­­ é, tradicionalmente, entregue todo dia 21 de abril, Dia de Tiradentes, em alusão a Joaquim José da Silva Xavier, mártir da Inconfidência Mineira, movimento de independência que teve como epicentro a cidade de Ouro Preto, no século 18. 

A data resgata os valores históricos de Minas Gerais, como a luta por um processo mais democrático e de liberdade. Tiradentes foi executado em 21 de abril de 1792, no Rio de Janeiro.

FONTE/CRÉDITOS: Agência Minas Gerais
Comentários:
Patricia Santos

Publicado por:

Patricia Santos

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s, when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book

Saiba Mais
Anuncie Aqui
Anuncie Aqui

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )